Cartão de crédito Negativados: Saiba como solicitar o seu e se vale a pena!

O número de negativados no Brasil é alto e as pessoas que possuem restrições no nome acabam possuindo grandes dificuldades na hora de conseguir crédito no mercado. Pensando em ajudar essas pessoas, muitas administradoras de cartão estão lançando o cartão de crédito negativados, que pode ser solicitado mesmo por quem tem o nome sujo.

Mas quem deseja solicitar esse cartão precisa ter cuidado, pois se a pessoa não tiver controle dos gastos com esse cartão ela poderá se endividar ainda mais, o que irá dificultar para que ele consiga limpar seu nome.

Antes de solicitar o cartão conheça quais são os tipos disponíveis para quem está negativado, assim você poderá escolher o que se encaixa melhor ao seu perfil.

Cartões disponíveis para negativados

A seguir eu separei dois tipos de cartões que estão disponíveis para as pessoas que estão negativadas, assim você poderá tirar todas as suas dúvidas sobre eles.

Pré-pago

Uma ótima modalidade de cartão de crédito negativados é o cartão pré-pago, pois com ele você conseguirá ter maior controle dos seus gastos e irá evitar fazer mais dívidas e correr o risco de não conseguir pagar depois.

O limite desse cartão é feito por você, pois será necessário que você faça recargas para poder utilizar o cartão. As recargas podem ser feitas por depósitos, boletos ou lotéricas conforme o cartão escolhido.

Quando seu limite acabar, você deverá fazer uma nova recarga para poder continuar usando o seu cartão. Uma grande vantagem é que esse cartão de crédito não possui fatura e você não precisa ter conta em banco para consegui-lo.

Consignado

Outra modalidade de cartão de crédito negativados é do cartão consignado, que está disponível para funcionários públicos, pensionistas, aposentados ou funcionários de empresas que possuem vínculo de consignado.

Esse cartão de crédito pode ser feito sem consulta aos orgãos de proteção ao crédito SPC e SERASA, no entanto será feita uma análise de crédito para saber qual o valor de limite a pessoa terá disponível.

O valor da fatura desse cartão irá vir descontado na folha de pagamento do funcionário, por isso o limite também irá variar conforme a margem consignável.

Atualmente vários bancos e administradoras de cartão já possuem a modalidade de cartão de crédito consignado.

Quais as taxas?

As taxas do cartão de crédito negativados podem variar de acordo com o tipo de cartão, se é pré-pago ou consignado e com a administradora ou banco escolhido, por isso o ideal é que você leia atentamente os termos de uso do cartão antes de solicitar o seu.

Vale a pena?

Sim, se você está com o nome sujo e por isso não está conseguindo adquirir um cartão de crédito tradicional, vale a pena você solicitar o cartão de credito negativados, pois com ele você poderá realizar suas compras com muito mais facilidade e em milhares de estabelecimentos que aceitam sua bandeira.

No entanto, o ideal é que você use o cartão com moderação e não faça dívidas que o seu orçamento não cubra.

Ainda ficou alguma dúvida sobre o cartão de crédito negativados? Deixe um comentário!

Minha casa minha vida: Tire todas as suas dúvidas aqui!

Ter a casa própria é o sonho de milhares de brasileiros, porém nem sempre eles conseguem realizar esse sonho com facilidade, pois com salários baixos é difícil conseguir um financiamento imobiliário. Pensando em ajudar essas pessoas, o governo lançou o programa minha casa minha vida.

Com esse programa as pessoas que ganham salários baixos conseguirão comprar sua casa pagando prestações bem baixinhas, assim ela não irá comprometer todo o seu orçamento. Contudo, o programa é muito concorrido, e por isso não são todas as pessoas que conseguem ser contempladas com ele.

Se você está em busca de participar desse programa, você precisa ler esse artigo, pois a seguir eu irei falar tudo o que você precisa saber sobre ele.

Quem pode participar?

Não são todas as pessoas que podem participar do programa minha casa minha vida, para ser beneficiado com o programa é necessário atender a alguns requisitos, como:

  • Não possuir imóveis em seu nome

  • Não possuir cadastro no SIACI, Sistema Integrado de Administração de Carteiras Imobiliárias

  • Não possuir cadastro no CADMUT, Cadastro Nacional de Mutuários

  • Não estar inadimplente nos dados do Governo Federal

  • Não ter sido beneficiado por programas habitacionais do governo

Como fazer a inscrição?

Para fazer parte do minha casa minha vida é necessário fazer uma inscrição no município onde você reside. As pessoas que ganham até 1800,00 podem fazer a solicitação com facilidade na prefeitura da sua cidade ou em diretorias de habitação do governo.

É necessário que as pessoas levem seus documentos pessoais originais e cópias no dia de fazer a inscrição.

As famílias que desejam participar do programa e recebem salários de até 6500,00 poderão procurar por vários tipos de financiamentos para conseguir juros mais baixos que os tradicionais do mercado.

Como funciona?

O programa minha casa minha vida funciona através da Caixa Econômica, assim as famílias que desejarem participar do programa devem fazer a inscrição no município e aguardar o sorteio da Caixa para saber se foram ou não contempladas com o benefício.

As famílias que forem contempladas irão conseguir a casa pagando juros muito baixos no financiamento e será possível conseguir pagar o imóvel em pequenas prestações.

É importante lembrar que o imóvel deve ser usado para a moradia da família contemplada.

Quais os documentos necessários?

Para fazer a solicitação você precisa apresentar os seguintes documentos:

  • Certidão de nascimento ou casamento

  • CPF

  • RG

  • Comprovante de renda

  • Imposto de renda

  • Extrado do FGTS atualizado

  • Ficha de cadastro habitacional

Simulador

Se você ficou interessado em fazer parte do programa minha casa minha vida, saiba que você poderá fazer uma simulação para saber mais detalhes sobre como será o financiamento. O simulador é disponibilizado pelo próprio site da Caixa Econômica, no entanto é importante que a pessoa saiba que o valor do financiamento pode ser diferente do simulado.

Vale a pena?

Se você ainda não possui casa própria, vale a pena fazer parte do programa, pois se você for contemplado com o benefício conseguirá sua casa pagando prestações baixas e que cabem em seu orçamento.

Ainda ficou alguma dúvida sobre o programa? Deixe um comentário que em seguida responderemos você!